O sistema mais simples e prático de gestão de atividades
Gestão de equipes 13 de abril de 2018

Liderança nas equipes do seu negócio: Está tudo bem?

Liderança nas equipes do seu negócio: Está tudo bem?
Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Share on Google+0Email this to someone

O comprometimento da Liderança nas equipes do seu negócio é um item crucial para o sucesso da sua empresa. Enquanto gestores, precisamos saber se está tudo bem com equipes com quem trabalhamos e se de fato estamos fazendo um bom trabalho. Mas por onde começar?

O problema da Liderança 

Em uma pesquisa desenvolvida pela consultoria Lee Hecht Harrison, especializada em transição de carreira e desenvolvimento de talentos, dados mostram que 72% das companhias acreditam que o engajamento é o caminho para boas lideranças, mas que somente 31% destas mesmas empresas estão satisfeitas com o grau de envolvimento dos seus gestores. Para o estudo foram entrevistados 2.084 profissionais que atuam como CEO, executivos seniores, profissionais de RH em nível de vice-presidente ou diretor e consultores de RH.

Isso nos mostra que existe uma lacuna entre a necessidade das empresas e o nível de entrega realizado pelos líderes destas organizações e isso muitas vezes acontece porque não são analisados comportamentos que mostram o quanto deste gap existe.

Aqui separamos alguns comportamentos de líderes a serem observados, separamos 8 perguntas chave para abordar o tema, vamos lá?

O Líder tem Segurança?

Muitos líderes intimidam sua equipe pelo nome, título e poder ao apenas entrar em uma sala. Porém, os líderes que são mais bem-sucedidos encorajam os outros a expressarem suas opiniões. Incentivar a equipe é um papel fundamental para criar um ambiente seguro em que todos tenham confiança em expor seus pontos de vista.

Uma equipe onde todos expressam sua opinião por saberem que serão ouvidos e onde todos sentem-se seguros, tende a ter mais sucesso. Tomar decisões é parte do dia a dia de alguém no comando, porém tomar somente as suas decisões como certas é muito mais danoso a equipe, é importante que segurança ao liderar não seja só mostrar quem manda ou concentrar as decisões em uma única pessoa, mas buscar a melhor solução para os problemas, sejam estas soluções advindas de um indivíduo ou de um trabalho em conjunto.

O Líder Faz Acontecer?

Bons líderes concentram o diálogo entre os membros da equipe para chegar a uma conclusão estratégica. Mas não somente isso, eles estimulam a resolutividade da própria equipe, gerando também autonomia nas pessoas para decidir, fazer e gerar resultado.

Fazer acontecer está muito mais em empoderar do que concentrar, líderes excepcionais, criam mini CEO’s que propagam suas decisões e acrescentam suas personalidades na resolução de problemas, tornando as atividades e tarefas em um fluxo organizado e consciente de decisões que se complementam. Parece mágica, pois o bom líder influencia e ao mesmo tempo dá autonomia às pessoas e as coisas fluem. É como se as equipes “funcionassem sozinhas”, mas existem algumas dicas importantes para fazer isso acontecer:

  1. Tenhas as pessoas Certas: A tarefa começa lá no processo de seleção, no qual os profissionais com as características certas devem ser selecionados. Para compor tais equipes é preciso ser proativo, trabalhar bem em equipe, ter comprometimento, demonstrar vontade em aprender e estar alinhado com os valores da organização.
  2. Empodere: Se a equipe não tiver autonomia para tomar decisões, ela nunca se tornará uma equipe autogerenciável.
  3. Diminua os níveis hierárquicos: membros acabam tendo a relação chefe-subordinado que atrapalha a autonomia da equipe.Tente colocar seus funcionários em um mesmo nível, de forma que cada um se sinta responsável pela sua tarefa e não necessariamente pela ordem de um superior. Neste momento um sistema de gerenciamento de tarefas como o Infortask poderá ajudar muito
  4. Defina os limites: É normal os funcionários (principalmente os recém-contratados) não saberem muito bem até onde podem ir em um processo ou tarefa. É papel do gestor dar esse direcionamento.
  5. Tenha paciência: As que “funcionam sozinhas” não serão criadas da noite para o dia, é preciso tempo para que cada colaborador aprenda a trabalhar dessa forma. É preciso lidar com erros de maneira diferenciada. Aqui não existe um culpado. Todos devem ter uma relação de liberdade e confiança para assim investigar porque o problema ocorreu.
  6. Desafie a equipe: Sem motivação, nada acontece. Por isso, estipule pequenas metas a sua equipe, elas devem ser cumpridas ao longo dos dias. Vale pensar em bonificações para os grupos que atingirem os melhores resultados, assim você cria uma competição saudável, o que ajuda no engajamento dos envolvidos.  

 

O Líder comunica bem o que Espera das suas Equipes?

Grandes líderes são grandes comunicadores. Alertar os funcionários sobre os valores da organização garante que as tarefas estão sendo executadas de maneira correta. Equipes que sabem quais são os resultados esperados ou até quais atividades precisam ser executadas mostram o sinal de uma boa liderança.

Para auxiliar neste processo é fundamental contar com a tecnologia, sistemas de planejamento, gestão de tarefas, metas e planos de ação são uma boa pedida neste contexto. As empresas que colocam em prática a gestão colaborativa e que se comunicam, tanto verticalmente como horizontalmente, são muito mais eficazes.

O líder reconhece (de verdade) o bom desempenho?

Um grande líder sabe reconhecer esforços sem se importar com resultados. Resultados são importantes, é claro! Mas saber diferenciar esforço genuíno deste é crucial, muitas vezes a estratégia não funciona e culpar ou responsabilizar indivíduos pode ser ruim. Erros e problemas precisam ser corrigidos, mas há uma grande diferença entre isso e apontar dedos e responsáveis por tudo. Para solução de problemas e estratégia há o planejamento (veja como se planejar por OKR’s aqui), para entender as pessoas é preciso ter um lado humano fortemente ligado às equipes.

Reconhecer um bom desempenho é entender se as pessoas estão entregando o que realmente podem diante do que tem de recursos, é ser crítico em analisar o que deu errado e mesmo assim entender que alguém deu tudo de si por isso. A sua liderança é assim? Ou costuma apontar mais defeitos do que soluções? Pense nisso.

O líder fornece e principalmente aceita Feedback?

A liderança que funciona de fato é aquela que está disposta a aprender, nenhum líder que possua autoridade a construiu mediante sua posição ou status. Ela no entanto foi desenvolvida pela confiança e da demonstração de vontade de aprender.

Ensinar e liderar andam juntos, a boa liderança consegue mesclar as duas coisas sem que nenhum dos lados seja prejudicado, o bom líder fornece feedbacks precisos e acionáveis, críticas que envolvem uma sugestão e consequentemente um caminho a ser tomado. Diferente de críticas não construtivas, o líder de verdade busca dar e receber na mesma moeda o aprendizado que tem, pois é capaz de separar os problemas das pessoas, sem se deixar levar somente pelas emoções.

 

Planilha motivação funcionários

 

O outro lado da moeda: Liderança x Equipe

Não só dos comportamentos dos líderes podemos entender se a liderança nas equipes vai bem, as próprias equipes por sua vez, também fornecem comportamentos valiosos que refletem o desempenho do comando. Aqui separamos três comportamentos das equipes e colaboradores para ficar de olho:

A equipe sente que está em um ambiente positivo?

Um líder inspirador sabe criar uma cultura de trabalho positiva. Simpático, respeitado e obstinado, ele compreende bem o tom para motivar os funcionários. Como consequência espera-se uma atmosfera agradável que aumente a força de vontade. É comprovado que, mais do que um bom salário, a felicidade no ambiente de trabalho está mais relacionada à recompensas sociais. Sentimentos de pertencimento, missão, amizade, companheirismo e confiança são o verdadeiro termômetro do ambiente de trabalho. Sem estas coisas, as equipes não vão se engajar o suficiente. E quanto elas não acontecem é sinal que algo está errado e provavelmente com a liderança.

A equipe está se desenvolvendo?

Um líder inspirador ensina, capacita e/ou cria canais claros para isso. Esta é outra forma de entender o quanto as equipes estão envolvidas, é o quanto as mesmas se desenvolvem, é importante perguntar aos membros se há o sentimento de que eles estão crescendo, aprendendo e ficando melhores.

Dica: Se a resposta demorar a ser justificada, se for difícil para os funcionários elencar o que eles estão aprendendo, isso pode ser um indício de que eles não sentem isso. Lembre-se que sentimento de aprendizado não necessariamente estará atrelado a bons resultados.

A equipe é unida?

Um líder inspirador faz com que as pessoas queiram estar por perto dele, mas mais do que isso. Ele deve gerar união e coesão dentro da própria equipe que está pronta para os desafios do trabalho, mais do que só amizade, a confiança é o principal fator para que uma união entre membros de uma equipe seja proveitosa. É através dela que os problemas serão resolvidos e as metas atingidas.

 

Fazer acontecer, criar times independentes, reconhecer o bom esforço, dar e receber feedbacks são algumas das coisas que podemos elencar para que você fique de olho na liderança da sua empresa. Não deixe de conferir mais conteúdo como este aqui no blog, aproveite e leia agora: As 5 dicas para uma equipe engajada. Assine nossa newsletter e não perca mais nossos artigos.

Até a próxima!

Confira também:

9 passos para implementar novos processos métodos e sistemas

Como atingir suas metas com OKR’s

Super herói: Qual seu estilo de liderança.

Empreendedor, Sonhador e realizador (nem sempre com êxito). Desenvolvo pessoas e através delas negócios, usando sempre a colaboração como instrumento de empoderamento.

comentar